JulioLeite.jpg

1969 | Campina Grande, PB

Artista visual, graduado em jornalismo pela universidade estadual da Paraíba, dedica-se às artes visuais desde os anos 90. Participou de diversas exposições no Brasil e no exterior, dentre elas a X Bienal de Havana, a V Bienal de Curitiba; II Bienal da Venezuela; Atos Visuais da Funarte (Brasilia); A cor do Brasil (Museu de arte do Rio - MAR); O MAC-USP no século XXI: a era dos artistas; Existe azul mais bonito que o meu? (Galeria Virgílio - SP). Tem obras nas coleções do Museu de Arte contemporânea da universidade de São Paulo (MAC-USP); Museu de arte do Rio (MAR), Museu de arte do Rio Grande do Sul (MARGS), museu de arte de ribeirão Preto (MARP), Museu de arte contemporânea do ceará (MAC-CE).

O campo investigativo da obra do artista Julio Leite está condicionado às relações entre imagem e desconstrução do signo pertinente, perfazendo um novo percurso alterado entre significado e significante, sua renúncia inicial em detrimento de uma nova abordagem que ressignifique as relações do que está sendo visto quanto resultado da obra. A apropriação e ressignificação de signos são, portanto, o ponto de partida no procedimento formal e conceitual de sua obra, sua transformação imediata traduzida para outro campo imagético, sobretudo, na possibilidade de uma relação metalingüística que vem determinar novos resultados visuais provenientes destes deslocamentos. Portanto, este processo vai ao encontro da teoria Wittigensteiniana em que nem tudo o que se vê é o que lê.

obras da artista

Quadra ® 2019. Todos os direitos reservados.